quer namorar comigo?

desperdício é poder ser diferente e escolher ser comum — não existe nada mais atraente do que ser quem a gente realmente é.

O vilão da história

FIRST THINGS FIRST

Em quase todos os filmes, o mal é associado ao diferente — ou ao que o padrão estético classifica como "feio". Desde bruxas com verrugas na ponta do nariz ou personagens com traços assustadores, somos influenciados a relacionar a maldade com a aparência.

No filme Edward Mãos de Tesoura, Tim Burton nos apresenta um personagem que cresceu totalmente isolado, até ser encontrado por uma vendedora de cosméticos que o leva para morar em sua casa. 

Como em outros filmes do diretor, a sociedade que é dita “normal” está repleta de pessoas hipócritas e maldosas, nos levando ao seguinte questionamento: quem seria a verdadeira aberração aqui?

Edward, apesar de ter essa aparência "assustadora", é capaz de amar e ser amado, além de mostrar virtudes que parecem estar distantes das pessoas ao seu redor. 

Com essa singularidade do personagem, o filme nos mostra a dificuldade de ser aceito quando não se é igual aos outros — mas enfatiza que se substituirmos a palavra "diferente" por "especial", ela passa a ter uma conotação positiva.

  • Como já dizia Valter Hugo Mãe, ser tudo igual é característica de azulejo. Será que compensa mudar o que nos torna únicos para seguirmos um padrão imposto pela maioria?

Sem adentrar em mais spoilers, a esperança permanece para além da história, na possibilidade de — quem sabe um dia — o "homem com as mãos de tesoura" ser aceito pela sociedade.

BASEADO EM UMA HISTÓRIA REAL

A meia listrada

Parafraseando Carla Madeira, por um triz o paralelo nos obriga ao desencontro eterno. É preciso uma coincidência qualquer para que o amor se instale. 

Pedro, nascido e criado no Espírito Santo, foi parar em Curitiba — cidade onde Juliana mora. Quando lhe perguntavam o porquê da mudança, ele não sabia responder. Confiante no destino, Juliana gosta de acreditar que ele chegou para conhecê-la.

Novo na cidade, Pedro resolveu se aventurar por um aplicativo de relacionamento. Quando Juliana recebeu o “like” daquele desconhecido, não deu muita bola — fechada e com alguns traumas do passado, não estava aberta para conhecer pessoas novas.

Decidiu que não iria responder, até que Pedro mandou uma foto de sua meia listrada de azul e amareloexatamente a mesma que Juliana estava usando. Pode parecer uma coincidência boba, mas para ela foi o “empurrãozinho” necessário para manter a conversa — até então, só no virtual.

Dias depois... Era aniversário da Juliana. Pedro queria encontrá-la, mas ela marcou de sair com sua irmã Marina e outros amigos. Cansado de levar bolo, ele acabou fazendo outros planos.

Chegando no lugar da festa, Juliana viu que sua irmã tinha errado o endereço.  Quando desceram do carro, Marina indagou: quem é esse menino me encarando? Juliana olhou e, por um instante, travou: era o Pedro.

  • Não era pra nenhum dos dois estar lá. Pedro foi comprar cigarro para um amigo (ele não fuma) e a irmã da Juliana colocou o destino errado no Uber — por um triz, o paralelo os salvou do desencontro eterno.

Conversaram um pouco e combinaram de se encontrar. O “date” — que era pra ser jantar — virou café da manhã, emendou no almoço e acabou em outro jantar: eles não conseguiam se desgrudar.

Pedro — o “emocionado” da relação — já estava apaixonado, mas Juliana ainda tinha certo receio de se entregar. Foram com calma, mas depois de dividirem alguns sorvetes, o cobertor e a senha da Netflix, os dois equalizaram essa falta de sincronia e acabaram no equilíbrio perfeito: quando tem amor, o resto se ajeita.

Todo domingo, eles leem o “the stories” e se emocionam com todas as histórias contadas, mas continuam achando a deles a mais bonita.

A relação dos dois ainda não foi oficializada, mas Juliana sente que está pronta para assumir o compromisso

Na verdade… A Juliana se chama Flávia e o Pedro se chama João. Trocamos os nomes para que a Flávia pudesse enganar o João e fazer um pedido.

Agora que revelamos a identidade dos nossos protagonistas, precisamos saber: João, você aceita namorar com a Flávia?

Sunday Scaries 👻

EDITOR'S PICK

Aproveitando o mês de outubro, separamos algumas dicas pra você entrar no clima do Halloween — ou apenas para trazer entretenimento pro seu domingo. Livre-se dos fantasmas e aproveite os doces e as travessuras que a vida te oferecer. 🎃

  1. Procurando um drink fácil de fazer e que combine com seu mood de Halloween? A sangria é refrescante e rende uma jarra inteira! Clique e veja como preparar. 🍷

  2. Gostou do filme escolhido para o #MomentoCult? Se ainda não assistiu, Edward Mãos de Tesoura está disponível no Disney Plus. Opção boa e que agrada todas as faixas etárias. ✂️🎞️

  3. Como nem só de histórias de amor vive o homem, separamos em nosso Instagram uma lista com os melhores filmes de terror de todos os tempos. Assista se tiver coragem. 👻

  4. A nova música de Khalid, como diz o próprio nome — “Present” — fala sobre o tempo em um relacionamento, quando tudo que você quer é estar presente. Escute e se apaixone. 🖤🎶

  5. Pra quem gosta de mistério e paixão na dose certa, nunca é tarde para se aventurar pelo clássico O Fantasma da Ópera, que inspirou o cinema, o palco e a literatura desde a sua publicação. Aproveite a oferta. 📚

  6. Se você gosta das nossas histórias, vai adorar nosso Instagram. Clique aqui para seguir e, claro, nos marcar nos seus stories lendo a edição de hoje! 💘

Por fim… Se está gostando de receber nossas histórias de amor todo domingo, que tal clicar no botão abaixo e compartilhar com uma pessoa especial? ❤️

clique para compartilhar

A próxima pode ser a sua 💌

FINAL NOTES

Gostou da história que leu? A próxima pode ser a sua. Conte pra gente aquela história de amor que só você sabe e tem dentro de si. Afinal, todo mundo tem a sua.

Envie para: love@thenewscc.com.br

Queremos compartilhar, pelo menos um pouquinho, desse sentimento que você tem aí dentro. Você nunca sabe o que ele pode provocar nas pessoas…

the stories.cc  🧸

Nem sempre com finais felizes, mas sempre verdadeiras. Histórias de quem realmente sentiu algo sincero diretamente entregues na sua caixa de entrada.

A cada história uma emoção. Sempre aos domingos de manhã, às 08:08.